web

counter
 Imed

Amamentação

Imed entrega frascos arrecadados para bancos de leite
23 AGOSTO 2016

O Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (Imed), organização social sem fins lucrativos, arrecadou 320 potes durante a campanha ‘Precisa-se de um frasco de vidro’ realizada em São Paulo e em Manaus (AM). Na capital paulista as doações foram destinadas ao Banco de Leite Humano (BHL) do Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros – o maior centro de referência em bancos de leite humano no Estado de S.

Paulo, localizado na zona leste. Em Manaus, onde o Instituto administra o Pronto-Socorro (PS) do Hospital Delphina Rinaldi Abdel Aziz, foram arrecadados 70 frascos, destinados ao Banco de Leite Humano da Maternidade Ana Braga, na zona leste da capital do Amazonas.

 

Os frascos são esterilizados e utilizados para armazenar o leite materno, facilitando o transporte para as maternidades e possibilitando o congelamento e descongelamento do leite armazenado. O leite materno doado por mulheres em fase de amamentação alimenta e ajuda a salvar a vida de bebês prematuros.

 

Em São Paulo, o Imed foi recebido pelo diretor da unidade, doutor Corintio Mariani Neto, que destacou a importância de falar sobre o aleitamento materno e das doações o ano inteiro. “Agradeço em nome de todas as mães. A doação deixará nosso banco abastecido por quase um ano. É preciso incentivar campanhas como esta e levar para outras cidades do país.”, disse Mariani Neto. Ainda de acordo com o médico, um segundo passo é fazer com que os obstetras, ao instruírem as novas mães, digam para elas reservar o leite produzido em excesso para doação ao invés de desprezá-lo. 

 

Os bancos de leite são fundamentais para assegurar a nutrição e o desenvolvimento dos recém-nascidos. “O leite materno funciona como uma espécie de remédio para os bebês prematuros, principalmente o colostro, que é riquíssimo para os primeiros dias”, destacou a enfermeira Sonia Cristina de Souza, do BLH da Maternidade Leonor Mendes de Barros.

 

Segundo dados apresentados pela doutora Andrea Penha, coordenadora do BHL, são necessários 135 litros de leite ou 44 latas de fórmula infantil para alimentar um bebê durante seis meses. “Incentivar a amamentação é um gesto de apoio à sustentabilidade. É um procedimento que não consome água, papel, energia, gás, sem contar seus benefícios. O risco relativo de morte das crianças que mamam exclusivamente no peito é 23% menor do que as que não mamam. Sem o aleitamento materno, o Sistema Único de Saúde teria um déficit de R$ 1,123 bilhões/ano.”, disse a especialista.

 

A campanha foi motivada pela Semana de Aleitamento Materno, que aconteceu na primeira semana de agosto, e idealizada pelo Grupo de Trabalho Humanizado (GTH) do PS Delphina Aziz.

 

Em Manaus, os frascos arrecadados foram recebidos pelo diretor administrativo financeiro da maternidade Ana Braga, Cacildo Junior, e pela coordenadora do Banco de Leite Humano, Elizabeth Hardman. A unidade está situada na zona leste de Manaus e tem Certificado de Excelência na Categoria A - Padrão Ouro, pelo Programa Iberoamericano de Bancos de Leite Humano, coordenado pela Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), com o apoio da Coordenação Geral de Saúde da Criança e Aleitamento Materno, do Ministério da Saúde.

 

“Humildemente e com muita honra recebemos esses potes. Nosso maior objetivo é aumentar a divulgação sobre a doação de leite materno e, assim, aumentar nosso número de doadoras para prevenir a mortalidade infantil”, disse Hardman.

 

A coordenadora do GTH do Delphina Aziz, Cássia Kellen, ressaltou que campanha foi realizada em prol da Semana Mundial de Aleitamento Materno, que este ano, foi realizada do dia 1º ao dia 7 de agosto. “Realizamos essa campanha porque precisamos conscientizar pais e mães sobre a importância da amamentação”, relata.

 

Em todo o Amazonas, no ano passado, 11.628 crianças foram beneficiadas com o leite humano coletado nos postos da Secretaria Estadual de Saúde (Susam). Ao todo, foram processados 3 mil litros de leite. Este ano, de janeiro a junho, já foram coletados 963 litros de leite, que beneficiaram, principalmente, crianças internadas nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) dos hospitais no estado.


Voltar
Todos direitos reservados | IMED - 2017 - Desenvolvido por líbero+