web

counter
 Imed

Diarreia

Tempo chuvoso requer cuidados para evitar diarreias
09 JANEIRO 2017

Como o período chuvoso no Amazonas, é tempo de redobrar a atenção para prevenir casos de diarreia. Muitas casas têm o abastecimento por poços e é necessário evitar o contato com água contaminada por lixo e esgoto, especialmente quando não houver saneamento básico. Assim, tenha cuidado com a água usada para matar a sede, preparar os alimentos e para realizar a higiene.

 

No Pronto-Socorro Delphina Rinaldi Abdel Aziz, unidade da Secretaria de Estado da Saúde (Susam), houve um aumento de 11% nos atendimentos de pacientes com essa doença entre outubro e dezembro deste ano. Foram 774 e 861 casos respectivamente. O Delphina Aziz é uma unidade administrada pelo Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (Imed).

 

A diarreia é uma síndrome causada por diferentes agentes - bactérias, vírus e parasitos - cuja manifestação predominante é o aumento do número de evacuações, com fezes aquosas ou de pouca consistência. Em alguns casos, há presença de muco e sangue. Podem ser acompanhadas de náusea, vômito, febre e dor abdominal.

 

O primeiro cuidado deve ser com a água que se bebe, alerta a diretora clínica do Pronto-Socorro Delphina Aziz e pediatra, Fabrícia Sobrinho. A água deve ser filtrada e fervida ou tratada com hipoclorito de sódio (2,5%), utilizando, neste último caso, duas gotas para cada litro de água. Depois de 30 minutos descansando sob efeito do produto, a água está pronta para o consumo. “Deve-se tomar bastante água e evitar refrigerantes e sucos artificiais”.

 

Ela destaca que os alimentos precisam ser de qualidade e devem estar adequadamente lavados.  “Frutas e verduras consumidas cruas precisam ser lavadas adequadamente. As verduras cozidas devem ser lavadas e preparadas com água de qualidade. O suco natural também deve ser feito com água mineral, fervida ou que tenha passado por outra espécie de tratamento. Evitem alimentos industrializados com alto teor de gordura, açúcar ou sal. Quanto mais natural for a comida, melhor”.

 

A lavagem das mãos é de extrema importância, principalmente após usar o banheiro, antes de preparar alimentos, e após trocar as fraldas de crianças pequenas. “Nunca deixe de lavar as mãos quando se vem da rua. Um dos causadores de diarreia é o rotavírus. Há vacina para prevenir a infecção desse vírus e seu contágio se dá por mão contaminada que é levada à boca direta ou indiretamente”, comenta.

BOX.


Como se prevenir da diarreia?

 

- Lavar sempre as mãos antes e depois de utilizar o banheiro, trocar fraldas, manipular e preparar os alimentos, amamentar e tocar em animais;

- Lavar e desinfetar as superfícies, utensílios e equipamentos usados na preparação de alimentos;

- Proteger os alimentos e as áreas da cozinha contra insetos, animais de estimação e outros animais e guardar os alimentos em recipientes fechados;

- Tratar a água para beber por fervura ou colocar duas gotas de hipoclorito de sódio a 2,5% para cada litro de água e aguardar por 30 minutos antes de usar;

- Guardar a água tratada em vasilhas limpas e de boca estreita para evitar a recontaminação;

- Não utilizar água de riachos, rios, cacimbas ou poços contaminados;

- Ensacar e manter a tampa do lixo sempre fechada;

- Usar sempre a privada, mas se isso não for possível, enterrar as fezes sempre longe dos cursos de água;

- Manter o aleitamento materno aumenta a resistência das crianças contra as diarreias


Voltar
Todos direitos reservados | IMED - 2017 - Desenvolvido por líbero+